terça-feira, agosto 02, 2005

Mulheres Machonas Armadas Até Os Dentes



Para aqueles que já ouviram falar do jogo de RPG "Mulheres Machonas Armadas Até os Dentes", que teve até um suplemento chamado "Freiras Renegadas e suas Máquinas Maravilhosas", sinto dizer mas não é disos que estou falando. Estou falando meus amigos, de Y, uma obra prima do selo Vertigo, de Brian K. Vaughn, desenhado por Pia Guerra.

Para quem não conhece, a história é a seguinte: De repente, não mais que derrepente... Todos os Homens, machos e seres com o Cromossomo Y, Simplesmente, morrem. Bem, todos não, por alguma razão aparente, o único que sobrevive é um RapazoteChamado Yorick e seu mico adestrado Ampersand. Yorick é o típico rapaz extravagante, com resquícios de sabedoria Nerd e aquela tendência a fazer piadas e não levar nada muito a sério. Tanto que no momento em que todos os homens morrem, ele estava conversando com a namorada Beth (na Austrália), e tentando realizar um truque de Escapismo, isso é, quando você se livra de situações perigosas e/ou objetos que te mantem preso.

Bem, aí rola uma pusta Treta ManoW! Yorick tem que ir para o outro lado do país a pé e disfarçado para não notarem que ele é um homem! Isso até que ele consegue fácil, chegando lá ele conversa com sua mãe (pois seu pai era senador e ela morava em Washington) quando é atacado por uma comitiva de mulheres dos Congressistas Mortos e querem tomar o poder governamental do país para si! Elas só são detidas quando uma agente da sociedade secreta "Culper Ring" chega trazendo a Ministra da Agricultura, a "Presidenta" dos EUA...

Bem, tudo seria muito bom se continuasse assim, mas depois de ver o que está acontecendo, só resta uma alternativa, Yorick vai ter que repovoar o planeta... Mas não pensem que isso é um mar de rosas, não senhor, Yorick já vai na negativa, dizendo que tem namorada e não quer traí-la, então a solução é cloná-lo para que possam reproduzir seus cromossomos Y! Eles se juntam a doutora Manning no meio do caminho para um laboratório a costa leste dos EUA, e saem em jornada por um mundo feminino...

Minha gente, quem pensa que o mundo ficou cor de rosa ficou é louco! Na verdade, o argumento de Vaughn mostra justamente o contrário, as mulheres, livres da opressão machista, começam a tomar muitos rumos inusitados. Lesbianismo explode. Muitas delas se juntam em pseudo-grupos Para Militares e feministas, como as Amazonas, onde esta Herói, irmã de Yorick. Essas Amazonas acreditam que o mundo foi destinado a elas, e para representar isso, elas cortam o seio esquerdo (na mitologia, essa era a prática comum das Amazonas gregas, pois facilitava o uso de arco e flecha), o pior é que ela tá locona, e quase mata o irmão, é presa, só que depois se solta e sai a caça de Yorick...

Ou seja, Brian K. Vaughn acredita que essa coisa de sexo frágil não existe, e tudo não passa de apenas uma fachada devido a opressão masculina. Isso é bem visto quando, em algumas cenas pela cidade, aparecem os corpos dos homens ainda mortos ("Quem você acha que vai impar tudo isso querido?"), ou então na dificuldade de locomoção e obtenção de recursos, pois a maioria dos empregos eram de homens.

A questão do Sexo também é tratada belamente na arte de Pia Guerra. As mulheres são bem desenhadas e delineadas. Rola alguns esfrega-esfrega e tudo mais, algumas mulheres chegam a oclar pelos na cara para ficarem parecendo homens e... Bom, chegamos na parte "Vamos ao que interessa", e Yorick com tudo isso? Bem, apesar de parecer um cara muito fiel e tudo mais, essa não é a verdadeira razão para ele não sair metendo com tudo o que é mulher, na verdade, em uma curiosa edição isso tudo é revelado.

Ele fica na cabana de uma das amigas da Agente da Culper Ring, e é drogadocom alguma coisa, logo após, ela aparece em uma vestimenta de Dominatrix que, bem, é literalmente uma lingirie "foda"... E, bem, ele é torturado psicológicamente, para ir revelando seus problemas sexuais e tudo mais... Nada grande de mais, mas a maioria dos caras tem um ou dois problemas com o assunto, e muito poucos são cem por cento seguro... Ou seja, se seu namorado(a) dizer que é o fodão e tudo mais, acredite, há um pouco de balela imbuiida na voz dele...

Mas bem, todas essas facetas vem tornando essa mini-série uma das mais brilhantes já pensadas, pois junta uma história miraculosamente simples (po, quem não pensou em como seria ser o último homem na terra?) com uma boa pitada de referências culturais, pop, literárias, quadrinisticas e até tecnologicas, Y é altamente recomendando e, infelizmente, até hoje não ganhou sua merecida versão em Português. Até agora...

Bem, eu ia postar algumas imagens, mas essas porcaria de Blog não tá dando Upload, entao fica para mais tarde!!! Ciao Bambinos! Gonna Sleep!

4 comentários:

brunitto disse...

RipClaw = Elven Paladin do fórum da uol ...
Depois como sempre vc me empresta o gibi das mulheres aí em cima ( se vc comprar ) prometo que logo leio o demolidor ...
Acho que tá tudo blz com os pop-ups ...
see ya

Bobinhu disse...

Oi Antonio...

brunitto disse...

atualiza essa birosca !

Philosophista disse...

atualizei e tu nem leu seu BIBA!!! (claro que foram uns 4 anos depois, maaaasssss...)